A ideia de engarrafar gás iniciou-se em 1810, quando os europeus desenvolveram este processo vendendo cilindros de gás comprimido.

Nessa época, os dois combustíveis mais utilizados eram a lenha e o carvão vegetal, principalmente no inverno, quando o fogão também funcionava como aquecedor residencial.

A história da Liquigás começou na Itália, pouco antes da Segunda Guerra Mundial. Foi uma das pioneiras na exploração comercial do Gás Liquefeito de Petróleo – GLP, para o uso doméstico.

Após o sucesso na Europa, a Liquigás voltou suas operações para o mercado exterior. Em 1953, a empresa formou uma equipe de vendedores e técnicos para montarem uma nova distribuidora, a partir do zero, no novo país de interesse de expansão: o Brasil. Trouxeram inicialmente 187.500 botijões vazios de 10 quilos e o conhecimento do produto a ser comercializado. Nesta época, apenas duas distribuidoras atuavam no Brasil.

A ideia inicial da Liquigás era a criação de companhias regionais, com a participação de sócios brasileiros. Em 1954, em São Paulo, foi constituída a Liquigás do Brasil.

Apesar de a empresa estar sediada em São Paulo, a Liquigás do Brasil começou a operar em Salvador utilizando o GLP produzido na refinaria de Mataripe.

O envase era feito na própria refinaria e os botijões eram transportados em barcaças a Salvador, para distribuição domiciliar, dando início a uma experiência piloto, já que as empresas instaladas no país, comercializavam seus botijões a partir da venda inicial conjunta de fogão e botijão.

A Liquigás do Brasil, partindo para a venda exclusiva do gás, rapidamente montou uma rede própria de concessionários e no dia 6 de agosto de 1955, marcou sua entrada efetiva no mercado paulista.

Na época, foi lançada uma campanha para divulgação e o anúncio de que estavam abertas inscrições para a nomeação de concessionários. Centenas de comerciantes se candidataram à concessão. A procura foi tão grande que a Liquigás do Brasil abriu o mercado no interior dos estados de São Paulo e Mato Grosso, evitando confronto direto com a concorrência, que se encontrava concentrada na Capital. Esta foi a chave de um rápido sucesso.

Liberados para comercializar qualquer marca de fogão, os concessionários incentivaram com fidelidade a revenda do gás da nova distribuidora.

Seguindo esquema de constituição societário adotado em São Paulo, foram criadas as  coligadas Liquigás do Paraná – Santa Catarina, Liquigás do Rio Grande do Sul e Liquigás de Minas Gerais – Espírito Santo.

No início das atividades, os botijões para o Paraná e Rio Grande do Sul eram transportados por via marítima partindo de Santos. Em Minas Gerais o GLP era recebido da REDUC (Refinaria Duque de Caxias), por via rodoviária.

Em 1968, a Liquigás do Brasil comprou parte de sócios regionais a fim de unificar a Companhia, que passou a operar com uma única administração com sede em São Paulo.

A Liquigás do Brasil foi pioneira ao trazer para o Brasil os Carrosséis Eletrônicos Mássicos, um sistema de engarrafamento de GLP para botijões de 13 quilos, que modernizou o processo de engarrafamento nos centros operativos.

Esses equipamentos são gerenciados por computadores, desde o início do processo até a aprovação final do produto, o que confere maior precisão no engarrafamento e traz mais segurança tanto para o consumidor quanto para a equipe de profissionais da empresa, pois diminui a possibilidade de acidentes de trabalho.

A preocupação com o peso certo também sempre fez parte da empresa.

Na década de 70, a crise mundial do petróleo que afetava os países cancelou grandes investimentos e gerou modificações estruturais. A Liquigás do Brasil adquiriu a Heliogás do grupo Motecatini.

Em 1981, a Agip Petroli – multinacional italiana pertencente ao Grupo ENI (Ente Nazionale Idrocarburi) comprou a Liquigás do Brasil, transformando-a em AgipLiquigás.

Em 1984, em sociedade com outra distribuidora de GLP, a AgipLiquigás, constituiu a Novogás – Cia Nordestina de Gás, atuando no nordeste do país. Em 1990, a Novogás expandiu sua área de atuação, adquirindo a Tropigás, que já atuava no norte do país.

A partir de 1997, a AgipLiquigás passou a ser a única acionista, assumindo o controle efetivo das duas marcas: Novogás e Tropigás.

Em 1998, ingressou no segmento de distribuição de combustíveis adquirindo a rede de postos combustíveis São Paulo, aumentando sua participação neste mercado com a aquisição de parte da rede de postos Shell Brasil em 2000 e da rede Ipê Distribuidora de Petróleo em 2001.

Em 1999, passou a atuar de forma independente na produção e distribuição de lubrificantes automotivos e industriais e a fabricar registros de gás para uso doméstico.

Em dezembro de 2000, a AgipLiquigás mudou sua denominação social para Agip do Brasil S.A..

Em agosto de 2004, a Petrobras Distribuidora S.A – BR, subsidiária integral da empresa Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras, oficializou a compra da Agip do Brasil S.A., que passou a utilizar provisoriamente a denominação social de Sophia do Brasil S.A.

A partir de 1° de janeiro de 2005, a empresa começou a atuar no mercado como Liquigás Distribuidora S.A.

Em novembro de 2012, após uma reorganização societária, passou a ser subsidiária direta da Petrobras S.A.

Hoje, a Liquigás, subsidiária da Petrobras, é líder no mercado de botijões de gás de até 13 kg e uma das maiores distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo do Brasil.

Fontes:
Site Petrobras
Revista Direcional Condomínios – Edição Março de 2002
Os pioneiros do GLP: Meio século de História
Lao Revista – Ano III nº 17, 1995

Site Liquigás

Dica para Economizar  de Gás GLP

As Válvulas Gazul tem o poder de eliminar as chamas vermelhas e amarelas que são lixo de Gás (CO2), transformando o lixo em Gás para consumo do cliente; após a instalação da Válvula Gazul as chamas passam a ter a cor azul intenso, e fará a cocção de alimentos em menor tempo, economizando 50% no consumo de Gás GLP , evitando “pretejarpanelas e outros acessórios de cozinha.

REDUZA GASTOS COM GÁS GLP ATÉ 50% E ENERGIA ELÉTRICA EM ATÉ 25% . PAGUE COM AREDUÇÃODA CONTA. SOLICITE-NOS UM DIMENSIONAMENTO TÉCNICO GRÁTIS Contato: ECO ENERGIAS – Telefone (011) 4115.3115/ Cel 98245.9002 Tim Corporate. E-Mail : ecoenergias01@yahoo.com.br