CAOA economiza 95% de energia e 60% de custos com uso de plataforma AMD

autor: subzero

O Grupo CAOA – maior revendedor de veículos Ford da América Latina e importador exclusivo da Hyundai e Subaru no Brasil – iniciou, há cerca de seis meses, um projeto de migração de parte dos seus computadores e thin clients para terminais enxutos fornecidos pela Eco PC Solutions e baseados na plataforma AMD.

Na primeira fase do projeto, que envolveu a instalação de 860 equipamentos (modelo EcoPC 2020) nas concessionárias e na fábrica da Hyundai em Anápolis, a companhia projeta uma economia de aproximadamente R$ 1 milhão, em 36 meses, graças a uma redução de 95% no consumo de energia e de 60% nos custos com manutenção e gerenciamento do parque computacional.

O diretor de TI da CAOA, Vitor Edson Pereira, conta que o projeto de adoção do terminal fornecido pela EcoPC, com tecnologia AMD, teve início há cerca de seis meses. Na época, a empresa buscava uma alternativa ao uso dos thin clients (computadores magros), que estavam instalados há cerca de cinco anos nas concessionárias.

“Tínhamos um gasto muito alto com a manutenção desses equipamentos, por conta de problemas recorrentes com hardware e software”, conta Pereira. “Na época, após ouvirmos falar dos terminais da EcoPC, baseados em processadores AMD, decidimos testá-los”, acrescenta.

Ainda de acordo com o executivo, após os primeiros testes com o EcoPC, a equipe de TI do Grupo CAOA se convenceu de que tratava-se da melhor alternativa aos thin clients e, inclusive, poderia substituir parte dos computadores tradicionais, utilizados por mais de 2,7 mil usuários da empresa em todo o país.

“Graças à plataforma AMD, o EcoPC é infinitamente mais rápido do que um thin client convencional e, o mais importante, garante uma redução significativa no número de chamados para a área de suporte”, ressalta o executivo, ao informar que o volume de problemas ligados aos computadores caiu de aproximadamente dez chamadas diárias para praticamente zero.

201012

(Carlos Alberto de Oliveira Andrade, presidente do grupo CAOA)

Outro diferencial da tecnologia é que o EcoPC usa menos recursos do servidor, se comparado aos thin clients convencionais, o que permite à CAOA aumentar o parque computacional, sem a necessidade de novos investimentos em servidores. Ao mesmo tempo, os terminais enxutos trouxeram uma melhor performance da rede. Benefícios que levaram a empresa a expandir o projeto inicial. Segundo Pereira, atualmente, cerca de 860 equipamentos fornecidos pela EcoPC já foram instalados na companhia e o projeto é implementar essa tecnologia em todas as concessionárias que forem abertas no Brasil a partir de agora.

Diferencial da tecnologia AMD

“Desenvolvemos equipamentos, voltados à virtualização e cloud computing, que consomem menos energia do que computadores tradicionais, mas que apresentam um desempenho bem melhor do que o de terminais magros disponíveis no mercado. E isso só foi possível graças ao uso da plataforma de processamento da AMD”, pontua Everton Ramalho, diretor comercial e co-fundador da EcoPC Solutions. Ele conta que a escolha da tecnologia ocorreu depois de uma série de análises das plataformas disponíveis no mercado.

Atualmente, a EcoPC conta com mais de 500 clientes corporativos, de vários tamanhos e nos principais segmentos de mercado, que usam os terminais enxutos baseados na plataforma AMD.

“A criação da EcoPC e casos de sucesso como o da CAOA servem para reforçar os diferenciais competitivos da tecnologia AMD. Nossa área de pesquisa e desenvolvimento tem criado soluções gráficas e de processamento revolucionárias, que reduzem o consumo de energia e melhoram a performance dos equipamentos”, cita Ronaldo Miranda, vice-presidente da AMD na América Latina e diretor-geral da empresa no Brasil.

“Não à toa, temos aumentado, de forma bastante significativa, nossa participação de mercado no Brasil e no mundo”, conclui. Ele lembra que um dos principais segredos do sucesso da fabricante é a oferta das APUs (unidades de processamento acelerado) – que reúnem processador e placa gráfica em um mesmo chip.